Golden Four Asics, em 2015 a gente corre lá …

E lá se foi a Golden Four Asics 2014 em sampa, e pelo segundo ano consecutivo fiquei de fora desta festa, em 2013 por conta de uma lesão no joelho não corri os 21k e agora em 2014 por estar atravessando uma tempestade profissional juntamente com os altos e baixos da vida, não consegui treinar de forma correta para os 21k.

Eu havia me inscrito há mais de cinco meses atrás para esta Meia Maratona, e procurava reunir de todas as formas condições para correr os 21k da Golden Four Asics, e minha motivação vem de amigos e amigas os quais admiro por sua garra, determinação e superação, que persistem em sua deliciosa rotina de treinos e de persistência, pessoas como Fernanda Fernandes Ferraresi, Paulo Brasil Junior, Rafael Cruz Gallego, Marco Bossetto, Marina Kuriki, Antonio Colucci, Claudia Xavier Pires e outros ilustres corredores, mas fiquei de fora da prova.

Vergonha Golden Four Asics

Mas será que é alguma vergonha expor os motivos pelos quais você ficou de fora de uma prova? O que percebo no mundinho das redes sociais, é que quando você expõe uma fragilidade sua, algumas pessoas “ imaturas” se aproveitam para te “pichar” com indiretas ou com textos e frases dúbias, sem sequer importar com que de fato está ocorrendo com aquela pessoa, para não estivar ali vivendo um momento tão sensacional de superação pessoal.

Para mim após 160 provas não é fácil abrir mão de correr é uma tortura pessoal, pois foi através da corrida que deixei para trás mais de 35 quilos de sedentarismo e obesidade, e esta guerra contra a obesidade tem suas lutas diárias e constantes e baixar a guardar não podendo correr e treinar de forma correta é um pecado mortal.

Creio que se eu tivesse ido ao 21k de hoje, talvez tivesse desistido no meio do percurso, me abatido ainda mais por não ter concluído a prova e até mesmo me lesionado pela falta de treinos e condições psicológicas para correr com alegria, na Copa do Mundo nossa seleção Brasileira foi o exemplo perfeito de quem sem o devido treino e sem as condições psicológicas necessárias não se chega ao objetivo seja levantar a taça ou cruzar a chegada em qualquer que seja a modalidade esportiva.

Fenix Golden Four Asics

Parte do princípio que a maior ajuda vem de você mesmo admitir que não está bem e procurar reunir forças para em outra oportunidade voltar com toda a luz e garra possível, assim como a ave mitológica Fênix que, quando morria, entrava em auto-combustão e, passado algum tempo, renascia das próprias cinzas. Outra característica da fênix é sua força que a faz transportar em voo cargas muito pesadas, havendo lendas nas quais chega a carregar elefantes. Sendo assim vamos mais uma vez renascer das cinzas e voltar com toda a força para poder carregar qualquer que seja o peso que a vida impor.

Corrida Viva a Mooca - Golden Four Asics

E o meu próximo desafio já tem data em 31/08/2014 na 9ª Corrida Juventus – Viva a Moóca, vamos lá viver e fazer aquilo que traz alegria de viver!

3 Comentários para Golden Four Asics, em 2015 a gente corre lá …

  • Alison  says:

    Eduardo,

    acho que não tens que te preocupar com os outros, nem com ter tomado a decisão correta de não ter participado da prova. Prova tem todo fim de semana. Há momentos em que temos que focar em outras coisas – coisas essas que consomem nossas energias. Resolve tudo que tens a resolver e depois volta a curtir o meio corredístico conosco! Força aí 🙂

  • Anderson Consenzo  says:

    Fez muito bem em deixar para o ano que vem. Correr nessa condição iria fazer mais mal do que bem. Força!

  • Antonio Colucci (@antoniocolucci)  says:

    Edu,
    Se vc fosse para a largada sem treinos e despreparado você não só perderia essa como corria o risco de perder muitas outras por lesão ou por ficar “de bode”.
    Se não tá no clima, o melhor a fazer é não fazer. hehehehe
    E quanto aos outros, esqueça. Esse lance de indireta é para os fracos, para os fakes e afins. Pessoas que não agregam. Nem perca tempo!
    Abraço e até a próxima. Bons treinos!
    Colucci

Deixe seu comentário ...