Pedalada e Arrependimento…

Sabem aquelas coisas que levamos em conta quando damos atenção a “terceiros” em nossas vidas e que nós dão profundo arrependimento, ontem foi bem assim que me senti em meu treino de 40km de pedal, mas este arrependimento vocês irão entender adiante.

Após o 7º Desafio dos Trabalhadores – Corrida e Caminhada (01/05/2015), e mais um sábado de trabalho, o domingo não poderia passar sem um treino, fosse ele e corrida ou bike, e optei em pegar minha bike e partir para meu treino. Tudo certo tudo em ordem olhei para a câmera Fotográfica e lembrei de um comentário que li em meu perfil, que dizia:  “que em treinos não se deve parar para tirar fotos! ”, bem deixei a câmera na gaveta e sai para meu treino.

Após deixar para trás o estádio do Corinthians na zona leste de São Paulo, nas proximidades do metrô Arthur Alvim, um cachorro veio ao meu encontro, juro que senti seus dentes roçarem minha panturrilha, aceleirei o pedal e deixei o “Rex” para trás rumo ao Centro de São Paulo.

Em todos os meus treinos de bike, o que tenho percebido é a completa falta de respeito e atenção que algumas pessoas têm, por estarmos em uma ciclovia compartilhada, onde pedestres e ciclistas dividem o mesmo espaço é obvio que algumas regras de convivência e segurança devem ser adotadas por ambas as partes. Creio que estas sejam as principais regrinhas:

  • Como não correr, caminhar ou pedalar em grupos que ocupem as duas faixas de trafego;
  • Não correr, caminhar ou pedalar na mão contraria do fluxo;
  • Não deixar cães soltos de suas guias;
  • Não fazer da ciclovia seu local de alongamento, hidratação ou recuperação.

Mas infelizmente o que tenho visto é totalmente o contrário e por vezes acidentes e até discussões, mas como todo treino é uma história segui adiante e já fora da ciclovia na região da Mooca, eis que me bate o arrependimento por dar atenção a terceiros, passando sobre o viaduto Alcântara Machado ao olhar logo abaixo uma cena inusitada, que infelizmente não pude registrar, alguns Haitianos perfilados sendo orientados por um senhor em uma aula de alongamento, algo fantástico frente as dificuldades que estas pessoas enfrentam nesta babilônia insana, buscavam ali seu momento de sanidade e alento. Sinceramente gostaria muito de ter registrado tal momento, e a partir de agora como blogueiro não me separo de minha câmera fotográfica. Pois arrependimento mata, mata de raiva!

E concluído meu treino borá lá mais 40km na conta deste Corredor, Biker e Nadador que busca no esporte a sanidade assim como aqueles Haitianos.

Sucesso Sempre a todos !

One Comentário para Pedalada e Arrependimento…

  • Sandra Dalberti  says:

    Aqui na cidade temos 120 km de ciclovia as quais seriam exclusivas para bike, pedestres deveria usar as calçadas, porém aqui não tem como as calçadas são cheias de buracos, já que as ciclovias tem que ficar bonitinhas, faço parte dos dois lados,e há realmente um desrespeito, sem contar que muitas vezes por serem extensas, ainda tem os engraçadinhos que cortam a ciclovia de moto.

Deixe seu comentário ...