Se Reinventar e Superar Sempre …


Uma palavrinha difícil, mas sim, o que os percalços ou nós da vida podem nós trazer? Algumas vezes tristezas e dúvidas, e em outras o redescobrimento, reinvenção e até a melhora daquilo que já tínhamos. 

Bem foi isso que aconteceu comigo nestes meses em que eu me recuperava de minha lesão de joelho, e que já se tornou um assunto chato e entediante, o qual eu espero nunca mais falar sobre isso. 
Mas o que fazer quando de repente aquilo que sabemos fazer tão bem e o qual nos traz tamanha alegria nós é de alguma forma retirado, mesmo que momentaneamente?


1ª Sentar e Chorar. 

2ª Sentar, Chorar e engordar. 

3ª Se reinventar e se manter ativo 

Pata mim foi a terceira alternativa, buscar através de outras atividades com menos impacto me manter ativo, sem perder a minha condição física de antes da maldita lesão, bem é claro que quando corremos sempre queimamos mais calorias, mas para mim isso estava em um segundo plano, queria apenas me sentir vivo, pois é este o sentimento que quem pratica alguma atividade física sente, o de estar vivo! 
E lá fui eu, longos treinos de bike com os ainda poucos metros de natação, onde eu mal conseguia fazer três chegadas consecutivas, mas assim como na corrida comecei a estabelecer metas para minhas braçadas, no começo eram 500 metros em uma hora e assim fui evoluindo, logo eu estava em incríveis 1.000 metros em uma hora de treino me achei o máximo, mas dai em um conversa com meu amigo Marco, o qual já participou de Iron Man ele me disse, que seus treinos eram de no mínimo 1.500 metros ininterruptos, pensei comigo vou chegar lá, e dia após dia, treino após treino evolui até o 1.500 metros, fiquei muito feliz, mas sentia que podia ir além e busquei os 3000 metros e os conquistei assim como em uma corrida foi sensacional, afinal de contas agora estou apenas a 800 metros da distancia oficial de um Iron Man que são 3.800 metros de natação, mas não cheguei aqui por acaso, dentro de toda esta reinvenção fiz muitas pesquisas para por melhorar meu desempenho dentro da piscina, método de respiração para longas distancias e tudo mais que pudesse além de melhorar meu desempenho também ajudasse no fortalecimento de minhas articulações. 
Em minhas pesquisas achei este vídeo que mostra que a respiração de quem nada longa distancia é muito diferente de quem nada curta distancia, onde neste estilo de respiração se tem o foco principal no metabolismo aeróbio, com a respiração Crawl 2 x 1 “Unilateral” e respiração Crawl 3 x 1 “Bilateral”, muito didático e esclarecedor.

E como na corrida a gente não sossega até melhorar o tempo, sempre buscamos ir cada vez mais rápidos e por conta disso acabei achando um excelente texto sobre o uso de nadadeiras durante a natação, o que parece ser uma forma de tirar vantagem na verdade tem o efeito de um tênis para nós corredores : 

Pés de Pato (Nadadeira), Herói ou vilão? 



Muitos Nadadores, mergulhadores e bodyboarders usam pés de pato há anos, mas só a pouco tempo começou-se a estudar as verdadeiras razões do seu prolongado uso. 
Razões básicas para se usar pés de pato nos treinos de natação: 
1-Melhorar a flexibilidade dos tornozelos 
Você já reparou que as pessoas sem experiência de natação têm muita dificuldade no batimento de perna? 
A principal razão é a flexibilidade dos tornozelos que funcionam como ganchos, o que faz com que as pessoas nadem para trás. 
Os bons nadadores, ao contrário, alongam os tornozelos de modo que os artelhos formem uma linha reta com a perna. 
Por causa da carga extra com o aumento da superfície dos pés de pato, há um alongamento dos tornozelos ao bater a perna. 
Seu uso constante os alonga, aumentando sua flexibilidade para se movimentar em todas as direções, tornando a batida de perna muito mais eficiente. 
2-Aumentar a aptidão física e condicionamento cardiovascular 
Embora a natação seja considerada um dos melhores exercícios aeróbicos, muitas pessoas esquecem-se de usar as pernas, onde se localizam os maiores músculos. 
Todos sabem que quanto mais músculos do corpo forem usados, maiores serão os benefícios cardiovasculares, (é por isso que o remo e o cross-coutry ski são considerados dois dos esportes mais eficientes) faz sentido que os nadadores que usam os grandes músculos das pernas se beneficiem com um treino mais forte que queima calorias e aumenta o nível de aptidão. 
Os pés de pato, ao ajudarem o alongamento das pernas aumentam o trabalho do sistema cardiovascular e como consequência, uma melhor aptidão física é alcançada. 
3-Aumentar a força de perna 
Bater perna com pés de pato é o mesmo que levantar pesos; a resistência da água ao tamanho do pé de pato exige mais dos músculos usados. 
Músculos mais fortes puxam mais água, fazendo com que a pessoa nade mais depressa. 
É preciso ter em mente que os pés de pato desenvolvem a força muscular das pernas especificamente para a natação do mesmo modo que os corredores, ciclistas, etc… Têm músculos fortes das pernas, porém treinados para estas atividades. A força das pernas adquirida com os pés de pato é uma das maiores, se comparada com os outros exercícios. 
4-Melhorar a posição do corpo e a técnica 
Os pés de pato acrescentam propulsão extra à braçada, o que aumenta a velocidade do nadador. 
Os bons nadadores deslizam horizontalmente à superfície da água, enquanto os que não nadam bem arrastam as pernas em posição quase vertical, o que os atrasa. 
Um dos objetivos de nadar com velocidade usando pés de pato é nadar também mais rápido ao tirá-lo, transferindo a sensação de nadar mais rápido na superfície com os pés de pato a nadar também mais rápido e mais leve sem eles, o nadador usa um fenômeno conhecido como padrão neuromuscular. 
Os músculos e nervos lembram a sensação de nadar mais depressa e tentarão duplicar o padrão na próxima vez. 
Quanto mais vezes se repetir o padrão (nadar mais rápido e mais na superfície com os pés de pato), mais fácil será duplicá-lo sem eles. 
O resultado será: a técnica do nadador e a coordenação neuromuscular melhoram muito.

Tipos de pés de pato eficientes 
Modernamente o tipo de pés de pato que devem ser usados, precisam apresentar as seguintes características: 
1-Devem ser de material bem flexível, para aproveitar os movimentos da água, mantendo a coordenação dos movimentos; 
2-A lâmina deve ter forma curva para imitar o rabo dos peixes e cortar a água com mais eficiência; 
3-Devem concentrar a força bem atrás no pé para que todos os músculos da perna sejam utilizados. São os grandes músculos da coxa que precisam ser trabalhados, para que se obtenha uma batida de perna mais forte e mais veloz. 
Usar ou Não Usar ?
Todos, treinadores ou atletas já passaram por este dilema. 
Mesmo a resposta sendo variada, em nossa opinião o uso é algo que poderá contribuir e muito para o seu programa. Há algumas vantagens e pontos a serem observados no uso do pé de pato além de algumas sugestões de trabalho para serem implementadas. 
Duas das maiores vantagens para o uso do pé de pato são: 
1-Força os calcanhares se tornarem mais flexíveis. 
2-Incrementa a força dos ligamentos e tendões que suportam os tornozelos. 
Conclusão: Você tem ganhos nos dois mundos: Força e Flexibilidade. 
Entretanto, a mais importante razão para o uso do pé de pato é o fato do consumo de oxigênio ser aumentado assim como o condicionamento cardio-vascular. 
O seu corpo não sabe que você está usando o pé de pato, somente que você está indo mais rápido. 
E isso é um grande elemento para elevar o nível do seu condicionamento mais rápido. 
Você pode incorporar o pé de pato no seu programa normal incluindo séries de intervalo ou objetivos mais fortes. 
Até alguns dias, você pode fazer o treinamento completo de pé de pato, é o “seu tempero” para aquele dia. 
Um grande benefício do pé de pato é o uso em séries de velocidade ajudada aonde o nadador tem sua velocidade de nado acelerada com estímulos que resultarão em movimentos mais seguros quando realmente acelerar o seu ritmo de nado. 
A técnica é o outro fator muito beneficiado pelo uso do pé de pato. 
Nadar com pé de pato, o corpo flue mais fácil, se move com mais leveza e menos esforço. Jovens nadadores e masters são altamente beneficiados pelo trabalho. 
Quando não Usar 
Esses acessórios devam ser utilizados de uma maneira consciente, ou seja, sem exageros. Se usados corretamente, auxiliam a técnica, além de oferecerem novos estímulos (dinâmica da aula). 
Segundo o técnico Mathew Luebbers em artigo publicado, o pé-de-pato faz aumentar o tamanho dos pés. 
E por vir em centenas de tamanhos, formas e cores lhe proporcionam uma série de vantagens no treinamento. 
Mas adverte: 
1-Não deixe que seus atletas fiquem dependentes deles! 
2-Quanto aqueles utilizados pelos mergulhadores, não devem ser usados para a natação, porque apesar de serem ótimos para o scuba diving, são muito compridos e fazem os movimentos dos pés ficarem muito curtos e lentos trazendo poucos benefícios no treinamento. Mas eles ainda oferecem benefícios como melhora da flexibilidade, aumento da sobrecarga de trabalho e velocidade, embora não mais que as nadadeiras curtas, rígidas e/ou macias. 
Segundo Mathew entre os principais benefícios do uso do pé-de-pato está o aumento da flexibilidade e ganho extra de força muscular nos tornozelos melhorando a performance de ataque no batimento de pernas. 
E o melhor benefício, enfim é facilitar o equilíbrio da posição corporal, permitindo ao nadador se fixar mais na técnica, como o rolamento do corpo e o tempo de execução. 
Lesões do joelho e o uso constante do pé-de-pato 
A nadadeira proporciona um melhor deslocamento com menor gasto energético, por isso alguns alunos ficam dependentes da sua utilização. 
Não tenho conhecimento de uma pesquisa específica sobre lesões pela utilização de nadadeiras e não acredito que o uso cause problema, mas sim o uso exagerado causa sobrecarga na articulação e ligamentos principalmente. 
O trabalho na natação será benéfico se for programado, dosado e bem fundamentado e isto só será possível se o aluno permitir que o professor comande sua aula. 
Caso o nadador “vicie” a melhor solução é tentar que ele utilize a nadadeira menor e mais rígida. É conhecida como “Zumer” . 
Ela tem uma ação reduzida sobre o joelho além de permitir um maior fortalecimento de membros inferiores. 
E Como tudo que é divertido, equipamentos como nadadeiras estão aí para facilitar o nobre ato de nadar, basta não exagerar e lembrar-se das diferenças individuais, na verdade são meus tênis aquáticos de corrida. 
Ótima Semana a Todos e continuemos a nos reinventar cada vez para melhor ! 
A gente não precisa de certezas estáticas. A gente precisa é aprender a manha de saber se reinventar. De se tornar manhã novíssima depois de cada longa noite escura. A gente precisa é saber criar espaço, não importa o tamanho dos apertos. 
Ana Jácomo

Esse Blog mostra a todos que com fé,persistência e força de vontade
tudo é possível !!!

One Comentário para Se Reinventar e Superar Sempre …

  • ivana.  says:

    Um excelente post !

Deixe seu comentário ...