Síndrome do Homem de Ferro…

Essa síndrome geralmente atinge aqueles que anseiam por algumas coisas de forma rápida, sejam elas melhorar o tempo nas provas, redução do peso, eliminar o stress entre outras coisas. Eu mesmo já sofri dessa síndrome achava que correr todos os dias era o ideal para chegar ao meu objetivo, mas percebi que aquele “homem de ferro” começava a ter alguns problemas, entre eles a fadiga muscular, dores nos joelhos, dores nas costas e ombros, cansaço exagerado e meu corpo que não é de ferro começou a dar o sinal de alerta. Naquela época eu era totalmente inexperiente e a academia que eu freqüentava não tinha bons professores para me orientar da forma correta de treinamento, porém com esses sinais que meu corpo dava, comecei a pesquisar sobre o assunto e a dar mais importância aos treinos com musculação e alongamentos, além das aulas de spinning que são ótimas para a resistência. Neste momento mudei de academia, para ter melhores resultados revi todo meu treino e procurei não tentar ser um Homem de Ferro e sim um homem inteligente que quer correr até os 100 anos. Então amigos e amigas procurem sempre ter a orientação de bons profissionais para montar um bom treino que não cause desgaste e nem danos ao seu maior patrimônio que é seu corpo!

Esse Blog mostra a todos que com fé,persistência e força de vontade
tudo é possível !!!

12 Comentários para Síndrome do Homem de Ferro…

  • Milena  says:

    Olá Eduardo,

    Gostou do meu blog? Só preciso atualizar, pq aqui no serviço está bloqueado.
    Olha, estou feliz pq fui andar na sumaré, e consegui trotar durante um tempo maior e minhas pernas aguentaram mais…nossa parecia que eu tinha ganhado uma prova..rs
    Vou participar da corrida Shalon, na verdade é uma caminhada de 3,4 km.

    Milena
    http://metacorrida.blogspot.com

  • Edgard Neto  says:

    Olá Eduardo, ótimo post..
    eu nao me acho um homen de ferro, antes de correr a samsung estava a 2 semanas sem treinar devido a dor no joelho, mas ao mesmo tempo treino por conta, sem academia ou professores, vou pensar no assunto e quem sabe melhorar o treinamento…
    Abraços

  • Triblog  says:

    Sua história é muito parecida com a minha! Tive tendinite por falta de alongamento porque matava esta importante parte da corrida. E de fato, se o sujeito pensa que é o Ironman vai treinar além do necessário e aumenta o risco da fadiga e das contusões. Melhor opção é procurar um profissional.

  • Jorge  says:

    Parabéns amigo Eduardo, pela consciencia que teve é isso ae mesmo muito bom o seu relato e através de vc vão ajudar muitos corredores que pensam que basta calçar um tenis e sair por ai correndo.

    Um abraço e boas passadas.

    JORGE CERQUEIRA

  • Jorge  says:

    Ahhh amigo Eduardo esqueci de lhe perguntar na msg anterior qual é o programa que vc usa para editar e juntar fotos que nem vc fez no relato da 14ª Samsung 10k Corpore São Paulo Classic – 7º Troféu Zumbi dos Palmares que aconteceu no dia 19 de Novembro de 2008 Tem 3 fotos juntas sua.

    Um abraço,

    JORGE CERQUEIRA

  • Rodrigo Canteli  says:

    É aquela velha história né Acácio, nem sempre a quantidade substitui a qualidade, alias quase nunca!
    Eu mesmo no meu inicio de “carreira” também achava que tinha de treinar quase todo dia para obter melhores resultados, mas com o tempo percebi que treinando menos mas com melhor qualidade tinha mais sucesso nas minhas empreitadas.

    Bom é isso ai Eduardo

    Abraço

    Roddy – http://www.blogdoroddy.blogspot.com

  • Xampa  says:

    Eu passei por isso tb, aumentei o volume e a velocidade juntos. Queria correr mais rápido os 10KM e correr a Meia Maratona. O corpo reclamou antes com algumas dores. Reduzi o volume e parei com os intervalados.
    Tb, comecei a nadar e vou começar um trabalho de base com corrida na areia fofa. Assim, fortaleço a musculatura e reduzo o impacto. Hã, eu tb comecei a correr na grama.
    É isso. Devagar se vai ao longe.

  • Mayumi  says:

    É isso aí, Eduardo! Uma orientação correta é tudo! E informação correta também! O seu treinador tem que saber se vc está bem. Se ele não soubre, ele não pode dar um treino adequado. O diálogo é essencial para que os resulytados apareçam! Bons treinos!

  • Yara Achôa  says:

    Grande post! Eu sempre procurei o equilíbrio, mas sei que de vez em quando a gente se entusiasma e passa dos limites. Se cada vez mais as pessoas forem conscientes como você, correremos todos por muitos e muitos anos. Vida longa aos corredores! Beijo
    Yara

  • Wladimir Azevedo  says:

    Acácio, ótimo post !!!

    Eu sou do tipo que preciso sempre estar alerta para não ser pego pelo entusiasmo… mas como eu quero passar dos 100 correndo… rsss..sempre alerta, escoteiro !!

    Parabéns pelo recorde pessoal na Samsung e boa sorte nos próximos 25k que estão por vir.

    Abc
    Wlad
    http://vouevoltocorrendo.blogspot.com

  • CORREDOR " X "  says:

    Concordo com tudo o que postou.

  • João Meixedo  says:

    Pois é, a cabeça pode mais que as pernas; mas isso deve ser utilizado em ambos os sentidos.
    Até breve.

Deixe seu comentário ...