Um novo desafio a ser encarado …

Há quanto tempo, não deixo por aqui  minhas crônicas sobre corridas e um corredor que passa por uma sombra em sua vida. Creio que é impossível dividir nossa vida em várias partes, sem que uma afete a outra parte.

E foi exatamente isso que aconteceu comigo, há cerca de um ano atrás eu era demitido, após quinze longos anos dentro do Jornal O Estado de S. Paulo, uma das maiores empresas Jornalísticas da América Latina, mas sabemos que o mundo atual é altamente mutável, e a mídia impressa a cada dia que passa perde espaço para a mídia digital, a evolução natural das coisas. E justamente nesta época em meio ao desemprego, acabei por lesionar me joelho, mas como sabemos a saúde pública no Brasil é uma piada infame e ofensiva, e todos os exames que foram possíveis realizar, não constataram o problema que tanto me afetava, no momento da corrida.

Voltando a correr na rua

E frente a este problema, me reinventei, para me manter em forma passei a nadar até 3km por dia e longos treinos de bike, mas havia um vazio enorme em mim faltava algo para completar minha felicidade pessoal. Mas o que era uma opção para me manter bem, acabou por ter um fim melancólico, pois com as reservas financeiras cada dia menores, tive de deixar a academia, mais um golpe em minha vida de corredor.

E após deixar a academia, e sentindo as dores no joelho, persisti apenas treinando com a Bike e curtas corridas com um ritmo, bem longe dos 05:00 por km que cheguei a alcançar, e com isso o volume de treinos ficaram cada vez menores, e com a queda do volume de treinos, comecei a engordar e até ficar deprimido e entristecido.

Mas como dizem por ai não há mau que dure para sempre, consegui me recolocar no mercado de trabalho, e finalmente consegui me consultar com um ortopedista e realizar a ressonância magnética do joelho, que tanto precisava para ter um diagnóstico mais preciso de meu problema, mas com o diagnostico veio a princípio a péssima notícia, de que eu teria de me submeter a uma cirurgia no joelho, com afastamento de quinze dias e um longo período de fisioterapia e fortalecimento muscular. Mas infelizmente não vivo de corridas, preciso trabalhar para prover minha família e pagar as contas, então a cirurgia foi descartada.

Ressonancia do Joelho

Tenho certeza de que o ganho de peso, favoreceu minha lesão, afinal de contas alguém que corrida cerca de 12km todos os dias e chegou a pesar 81 quilos, de repente é obrigado a parar, o ganho de peso é uma consequência do sedentarismo, ansiedade e até depressão.

Desafio Pessoal

E hoje com 94,5 quilos, tenho mais uma vez o desafio de eliminar de minha vida 14 quilos de sedentarismo, ansiedade e depressão. E exatamente como no ano de 2006, quando optei por mudar de vida, a partir de hoje me proponho a mudar de vida e secar geral mais uma vez, seguindo como sempre as orientações médicas, e uma mega reeducação alimentar, pois dieta é uma palavra que assusta, e se reeducar é o melhor remédio, para voltar a correr e provar a mim mesmo que sou capaz de me reinventar pela segunda vez!

Reeducação Alimentar Dieta

Vamos em frente, afinal desafio dado é desafio cumprido!

E uma frase que me marcou nesta semana; O Livro de Eli de 2010 com Denzel Washington, Gary Oldman, Mila Kunis e Jennifer Beals.

“Combati o bom combate, acabei a corrida, guardei a Fé.”

Sucesso Sempre a todos !

Deixe seu comentário ...