Marílson Gomes dos Santos, um estreante na Corrida de Reis …

O bicampeão da Maratona de Nova York e tri da São Silvestre corre pela primeira vez os 10 km de São Caetano, que também marcam a volta às disputas depois da Maratona de Berlim.

O maratonista Marílson Gomes dos Santos, do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, fixou seu principal objetivo para a primeira metade da temporada: ser rápido na Maratona de Londres, em abril. Algumas provas estão incluídas em sua preparação e os 10 km da Corrida de Reis, neste domingo (9/2), em São Caetano do Sul (SP), é a primeira delas. Marílson Gomes dos Santos nunca disputou a Corrida de Reis – será sua estreia na tradicional prova. E também sua primeira corrida depois da Maratona de Berlim (ALE), em setembro de 2013. Marílson terá a companhia dos colegas de Clube David Benedito de Macedo, André Alberi de Santana e o jovem Thiago do Rosário André.

“Por vários motivos, inclusive porque é, normalmente, perto da São Silvestre, o Marílson nunca correu essa prova. Será sua estreia na Corrida de Reis e a primeira disputa depois de Berlim. O percurso tem alguns trechos em subida, vai estar calor, o que torna a corrida ainda mais difícil, mas o objetivo é que corra abaixo dos 30 minutos, que ele e também o David, o André e o Thiago tentem correr rápido”, afirma o técnico Adauto Domingues, também do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA.

A partir dessa prova, Adauto vai avaliar a participação de Marílson na Meia Maratona de São Paulo, dia 23. “Depende de como será o desgaste, mas preciso fazer umas meias até abril, antes de Londres, e uma delas pode ser a de São Paulo”, acentua Marílson. “Eu não corro desde setembro. Quero competir um pouco mais este ano. O ano passado foi ruim porque me lesionei, o David também… fiquei treinando meio sozinho. Desta vez, temos esse grupo, o que é bom porque ajuda nos treinamentos.”

Um dia ainda vou correr com esse cara!

O grupo de Adauto Domingues no Clube de Atletismo BM&FBOVESPA ganhou mais um integrante: o jovem Thiago do Rosário André, de Belford Roxo, Baixada Fluminense (RJ). “É uma motivação a mais treinar com o Thiago. Ele está chegando com a vontade de quem tem 18 anos e eu não posso dar mau exemplo, não posso ser a ovelha negra do grupo”, brinca Marílson. “No convívio, a gente tenta orientar. O Thiago tem potencial muito grande e pode obter resultados se trabalhar o físico e a mente”, avalia Marílson.

A Corrida de Reis marca a estreia de Thiago no Clube BM&FBOVESPA. “Será a minha primeira competição, é uma prova forte, mas quero fazer uma boa marca, na casa dos 30 minutos”, afirma Thiago, que antes de chegar a São Caetano só havia corrido com Marílson uma única vez, nos 5.000 m do Troféu Brasil, em 2013. “É bom estar no grupo, ter companheiros de treinos, o Marílson por perto… O desenvolvimento vai ser maior”, confia Thiago.

No convívio, o fundista recebe dicas de Marílson, como aprender a conter a impetuosidade. “Disse para eu dosar o ritmo na prova”, conta Thiago. Do “professor Adauto” já ouviu que sua história é parecida com a de Marílson, que também deixou a família em Brasília para vir morar e treinar em São Paulo, como ele, que veio do Rio para São Caetano. “Eu sempre pensava… Um dia vou correr com esse cara… E hoje, estou treinando com ele.”

CONTRAPÉ DE JORNALISMO - Heleni Felippe (MTB 13.507) e Jane Dias (MTB 11.730);
e-mails: [email protected], [email protected] e [email protected] -

Deixe seu comentário ...